quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Minis de Papel no Rpgista.com

Todos os que acompanhavam esse blog só por conta das minis de papel, não se preocupem com minha mudança para o Gurps Nation. Vou continuar escrevendo sobre minis de papel em outro endereço também.

Os posts sobre minis de papel se mudaram para o Rpgista.com. Já estão lá meus artigos clássicos O que são minis de papel e Montando minis de papel.

E aguardem material novo e inédito logo, logo!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Gurps Nation reabre as portas!

O Gurps Nation está de cara nova e com muitas novidades!

O novo site do GN está demais. Com um desenho bem mais limpo e chamativo (para os gaúchos, podemos dizer que ele passou de gremista a colorado), dando uma nova ênfase aos artigos e com muitas novidades.

Aponte seu navegador para http://www.gurpsnation.com/ e confira!

Nos novos artigos temos uma continuação da nossa parceria com a Iniciativa GURPS nos artigos com a Resenha do Gurps Spaceships e a Ficha da Enterprise NX-01 para esse sistema.

E mais artigos novos: O meu guia definitivo de pontos de experiência e Como fazer para amaldiçoar os malditos personagens amaldiçoados!

Aguardem mais artigos sobre Gurps do seu professor preferido em breve, no Gurps Nation.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Doe 20$ para o Haiti. Ganhe 1500$ em RPGs

RPGNow, DriveThruRPG e Onebookshelf (são a mesma compania, na verdade) estão doando quase 1500 dólares em produtos de RPG para que doar 20 dólares para o Médicos Sem Fronteiras através de seu site:

http://rpg.drivethrustuff.com/rpg_haiti.php?src=haiti

Como o o site está meio lento processando todas as doações, a lista de produtos até o momento (que pode crescer ainda) está aqui:

http://www.deadlyfredly.com/2010/01/midnight-post-help-haiti-get-1400-free/

Uma lista das coisas que despertaram meu interesse, principalmente coisas não-d20 e miniaturas de papel, com links (para fora do DriveThruRPG, que já está bem estafado processando as doações):

Serenity RPG (ganhador do Origins 2006 e do Ennies 2006)
http://www.margaretweis.com/wp/game-products/serenity/serenity-rpg/

3:16 (nomeado para o Ennies 2009)
http://gregorhutton.com/boxninja/threesixteen/index.html

Spirit of the Season (nomeado para o Ennies 2007)
http://www.evilhat.com/home/sotc/spirit-of-the-season/

Mars: Savage World
http://www.savagebarsoom.com/2009/04/mars-savage-world-edition.html

Dork Covenant
http://www.amazon.com/Dork-Covenant-Tower-Vol/dp/1930964404

Diana: Warrior Princess
http://homepage.ntlworld.com/forgottenfutures/others.htm

Spycraft
http://www.crafty-games.com/product_catalog/classicspycraft

Dungeon Linx: Lair of the Dragon God
Rio Draco
Dragonshire: Interiors
http://fatdragongames.com/fdg0061.html

Dragonshire: Ruins
http://fatdragongames.com/fdg0078.html

WormHole:
http://www.worldworksgames.com/store/index.php?main_page=product_info&cPath=4&products_id=256

O site está sendo bombardeado, então insistam. Tentem não sobrecarregar o site, os downloads vão estar disponíveis um ou dois dias depois da compra. Não baixem tudo de uma vez só, eles vão estar lá para sempre, é de vocês, vocês compraram. Baixem a medida que forem
ler ou imprimir.

A forma de pagar que dá menos problema é Paypal, se não tivar conta nele pode usar o cartão de crédito através do Paypal também.

P.S. Um obrigado ao
Rodrigo Semente do blog Pergaminhos dourados que publicou esse meu email antes mesmo de eu me dar conta que devia publicar no blog também!

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Senta a Púa

Finalmente o artigo final sobre aviões de caça da II guerra; na
primeira parte falei da arma dos pilotos brasileiros, o P-47D
Thunderbolt, com estatísticas para Gurps;

Na segunda parte falei dos pilotos que foram combater na Itália, com
um template.
A última parte é especial, é a tradução do sistema de combate de caças
de Pär Skoglund, que faz os combates de aviões se tornarem tão
emocionantes quanto os combates humanos de Gurps, sem aquela tonelada
de estatísticas do Gurps veículos:

Senta a Púa, 3a Parte

Me digam o que acham, e se usarem em jogo, me digam o que deu certo ou
errado, que eu repasso para o criador.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Super Força em GURPS

Mais um artigo da iniciativa Gurps, dessa vez no Gurps Nation: Eu tenho a força!

Tudo sobre Super força em Gurps, desde a primeira edição até hoje, com regras para quarta edição do Gurps Powers e Gurps Supers esmiuçadas para sua melhor compreensão.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Piratas Espaciais: Star Soup!


Este é um post da INICIATIVA GURPS! Estes posts são sempre conjuntos, temáticos e periódicos. Assim, de 15 em 15 dias, você pode conferir a visão de vários autores sobre um mesmo assunto O tema desta edição da INICIATIVA GURPS é PIRATAS!

Piratas Espaciais


Um dos temas mais populares da ficção científica é o de Piratas Espaciais. A emoção de navegar no oceano espacial, com naves de ultratecnologia e armas laser, combatendo alienígenas monstruosos é a contraponto perfeito para personagens carismáticos, sabre numa mão, garrucha atômica na outra e papagaio alienígena no ombro. Claro que tapa-olhos e pernas de pau podem ser substituídos por próteses cibernéticas, mas isso não deixará seu pirata menos ameaçador.

Claro, existem dois tipos de Piratas Espaciais na ficção: Criminosos com uma nave espacial, que não hesitam em ejetar pela escotilha as tripulações indefesas das naves mercantes capturadas e só existem no cenário para serem atomizados pelas naves da Patrulha Estelar, e Ladinos com Coração de Ouro, no melhor estilo Han Solo, que se revoltam contra governos malignos ou corporações desumanas de posse apenas de sua lata velha espacial e muita coragem. Esse segundo tipo é o que vou focar esse artigo.

O próprio temas de piratas espaciais desenvolveu sub-temas próprios, como companheiras alienígenas: Corsair, da Marvel por exemplo tem sua companheira Catgirl e mesmo o Capitão Harlock pode ser visto acompanhado da Etílica Alienígena Mimay, as vezes a bela alienígena É a Pirata Espacial, como a também etílica Ryoko de Tenchi Muyo.

Outro sub-tema irmão é o da Patrulha Espacial, normalmente criada para combater o primeiro tipo de piratas, sempre vai se envolver, na maior parte das vezes como antagonistas, com o segundo tipo. Por exemplo, as oficiais da Polícia Espacial Kiyone e Mihoshi são as contrapartes da patrulha para a Pirata Espacial Ryoko em Tenchi Muyo, a Capitã Amelia de Planeta do Tesouro, da Disney pode não ser nominalmente da Patrulha mas é a representante da lei contra os piratas dessa versão de A Ilha do Tesouro.


Star Soup

É uma mini campanha em estilo Anime-Space-Opera focada num grupo de fugitivos de um império galáctico inescrupulosos. Com todos os temas clássicos desse cruzamento de gêneros: O capitão, o Jovem Heroi, a Princesa Alienígena, o Vilão Honrado, o Vilão Bishonen irredimível, Catgirls, Impérios Malignos, Inimigos com motivações realistas, combates espaciais, espadas ultra tecnológicas, uniformes futuristas com calças bocas de sino, romances impossíveis, comédia pastelão.

É também minha primeira experiência com as regras da quarta edição, lá por 2004. Antes da quarta edição portanto. Os personagens foram feitos na terceira, adaptados com o lançamento do Lite e do guia de conversão da quarta e finalmente com os livros oficiais.

A História

No futuro próximo a humanidade começa a explorar o sistema solar, e encontraram a primeira evidência de vida inteligente fora da terra ao examinar Daphnis, uma lua de Saturno oculta na divisão de Keller, em meio aos seus anéis. Uma nave foi mandada para lá e transformada em um posto de pesquisa arqueológica. Logo que a base foi instalada, os arqueólogos saíram para examinar os estranhos monolitos e inscrições, e acabaram ativando um mecanismo ancestral.

Um terremoto e desabamento engoliu a base, e os arqueólogos foram atordoados ao olhar para cima e ver que Saturno e seus anéis que preenchiam a totalidade do céu, desapareceram. Eles não estavam mais no sistema solar e esse era só o começo dos seus problemas, figuras trajadas em trajes espaciais bizarramente decorados, com longas fitas e jubas coloridas surgiram, armados com espadas, e os transportaram para uma nave alienígena.

Enquanto isso na base, que junto com milênios de detrito celeste havia caído dentro de um hangar oculto, e após uma difícil empreitada para pressurizar o hangar e resgatar o pessoal da base de dentro dos módulos avariados, a tripulação se vê dentro de uma arquitetura alienígena muito antiga, e muito impressionante. Daphnis tem 9 kilometros de extensão, boa parte dela percorrida por túneis, passadiços, hangares, maquinário enigmático e estranhos consoles de controle. Logo a tripulação compreende que está dentro de uma gigantesca nave espacial, esquecida há milênios nos anéis de Saturno.

Antes que possam digerir completamente essa revelação são atacados pelos estranhos alienígenas, em trajes de combate que tornam armamentos terrestres praticamente irrelevantes, aramados com espadas capazes de cortar aço como manteiga e armas de raios atordoadores. Graças às ações heróicas dos membros mais insólitos da tripulação os alienígenas foram expulsos, e inclusive um deles capturado, inconsciente, antes dos hiperdrives de Daphnis serem novamente acionados e a gigantesca nave rumar para longe.

Logo a tripulação teve novos contatos mais amigáveis, e descobriram que estavam no centro do Império Zaion, uma civilização escravocrata em que praticamente todo mundo que não fosse um Nobre Zaion era um servo desses. E os Nobres Zaions eram inimigos perigosíssimos, com poderes de teleporte psiônico, e tecnologia para fabricar armaduras cibernéticas, lâminas monofilamento e armas de raios incapacitantes. A própria prisioneira não demorou a tentar usar os seus poderes para escapar, mas graças aos esforços da tripulação foi recapturada e cooptada a ajudar os terráqueos, por seus próprios motivos. Junto com outros descontentes alienígenas, a tripulação de Daphnis tenta recuperar os cientistas capturados, ocultar a localização da Terra do Império Zaion e voltar para casa.

A Tripulação.

Capitão Antares: Ele não está completamente conectado à realidade. Talvez por isso tenha sido exilado numa estação científica completamente imóvel, onde não poderia causar tanto dano quanto no comando de uma espaçonave, infelizmente isso colocou-o no comando da nave de batalha mais poderosa da galáxia. É difícil de compreender o Capitão Antares, alguns de seus oponentes o consideram um gênio militar de guerra assimétrica, alguns de seus aliados o consideram um idiota. Ele tem uma certa aura magnética e a habilidade de inspirar confiança nos seus subordinados. Ao mesmo tempo é completamente incompetente para exercer essa liderança em batalha. Tem a capacidade de se safar das mais variadas situações táticas ou sociais por simplesmente não tomar conhecimento delas. Já escapou de um tiroteio em que sua tripulação lutava contra caçadores de escravos por estar mais interessado em fazer compras em um bazar alienígena. CaptainAntares.pdf CaptainAntares.gcs

Sora: Princesa Zaion Fugitiva, Participava da captura de escravos para a maior glória de seu clã imperial, quando foi capturada pela tripulação da nave. Sendo tratada por seus captores como uma guia da região do espaço ocupada pelo império, resolveu ficar com eles para escapar de um casamento arranjado com seu primo. Foi declarada traidora e fugitiva do Império Zaion, e teve seus feudos (um planeta inteiro) confiscados pelo clã rival. Tem fobia de qualquer situação mais sensual, e pode atacar selvagemente que aproximar-se dela com más intenções ou simplesmente surpreende-la em algum momento mais ... íntimo. Como todo Zaion, pode teleportar-se, mas caso exceda sua capacidade de carga, pode acabar no destino sem nenhum item, incluindo roupas. Sora.pdf Sora.gcs

Keisuke Katsumoto: Colegial Japonês, idolatra a irmã mais velha, embarcou clandestinamente para a estação espacial arqueológica para segui-la. Descoberto foi promovido a grumete e colocado para ajudar na cozinha. Conseguiu ser campeão intercolegial nacional de kendô para impressioná-la. Agora essa sua habilidade quase inútil na terra já salvou a tripulação várias vezes dos ataques Zaions, já que as armas preferidas dos Zaions são espadas de monofilamento e suas armaduras são quase impenetráveis por armas de projéteis. Capturou Sora e tem uma habilidade (e azar) fora do comum em surpreendê-la nua ou em roupas íntimas. KeisukeKatsumoto.pdf KeisukeKatsumoto.gcs

Sarah Kestral: Aparentemente apenas a competente chefe da segurança da estação, Sarah é uma refugiada do Free Mars, uma organização que tentou obter a independência de Marte pela força das armas e causou uma guerra interplanetéria, seu membros se esconderam e se refugiaram pelo sistema solar. Se seu segredo for revelado é incerto o que a tripulação ira fazer, tão longe da Terra e precisando de quaisquer mãos hábeis para lutar contra os Zaions. E ela é muito hábil. Treinada em infiltração, sabotagem e táticas de guerrilha, foi capaz de organizar uma tripulação de refugiados em uma força de piratas decente. Tem uma queda por fazer grandes explosões. SarahKestral.pdf SarahKestral.gcs

Pask Rurpen: Um dos primeiros alienígenas, um Felino, a ser encontrado pelos terráqueos nessa região do espaço, Pask é um lutador da resistência que tenta se opor à dominação Zaion, como tal ele é reconhecido por vários alienígenas subjugados e costuma receber ajuda por isso. Também tem o poder de liderar eventualmente membros da resistência encontrados nos planetas do império Zaion. Tem treinamento em tática e inteligência e conhecimento da tecnologia imperial. PaskRurpen.pdf PaskRurpen.gcs

Kitt: Uma piloto de nave criminosa no Império, está menos interessada em lutar pela liberdade do que em seus simples prazeres: Beber, lutar, causar confusão e aventuras românticas. Não está interessada em Pask, de sua mesma raça, que considera sério demais. Mas todos esses novos e maravilhosos alienígenas rrrumanos... Hummm... É uma das únicas pessoas que consegue dar em cima de Sora com sucesso, já que ela não compreende a intenção da Felina. Kitt.pdf Kitt.gcs

Grunff: Apoś vários combates com as forças Zaion, foi necessário fazer reparos extensos na nave. Para tal a tripulação adquiriu os serviços de Grunff, um alienígena de baixa estatura que lembra um tapir terrestre bípede. Grunff de alguma forma só respeita o Capitão, o que provou ser desesperador para a tripulação quando, por exemplo, o Capitão considerava mais importante que os tanques de proteína micótica produzissem um análogo mais fiel do café terrestre do que o hiperdrive funcionasse, durante um combate que ia particularmente mal. Por essa lealdade ele é mais comumente chamado de "A Anta do Capitão" do que pelo seu nome correto.

Toogo Tool: O último membro da tripulação foi o tão necessário médico. Resgatado de uma nave em descompressão (um feito heróico, uma vez que não havia um traje espacial do tamanho dele) Tool é membro da raça gigantesca dos Jarils. Em extinção, os Jarils tem um dever para com a continuação da espécie que Tool não consegue cumprir, ele não tem interesse em fêmeas, achando-as repulsivas. Entre aliens ele imagina que pode fugir da pressão dos membros da sua raça, mas acaba tendo que evita-los para não ser recrutado para perpetuação da espécie.

Zor: O arqui-vilão. Zor acredita em uma sociedade forte em que todos estão no seu lugar, seguros e fazendo seu trabalho. O Império Zaion parecia assim, apesar do Imperador estar velho e doente, a transição deveria se fazer pela primeira vez sem grande derramamento de sangue graças ao seu casamento com a princesa do clã rival, sua prima, Sora. Com isso, ele seria o próximo Imperador. Seus planos se arruinaram com a fuga de Sora com os alienígenas, primeiro tentando liberta-la dos captores, logo tornou-se claro que ela estava trabalhando com eles para fugir dele. Mas procurando conhecer mais sobre os piratas que fugiram com sua noiva, ele conheceu Kimi, e seu coração se dividiu. Por um lado, ele tem o dever de recuperar Sora, a fugitiva, e evitar a guerra civil que se alastrará caso o Imperador morra sem um herdeiro que tenha o apoio das Casas Imperiais, por outro lado, ele ama verdadeiramente Kimi e está tentado a deixar o Império arder em chamas por ela.

Kimi Katsumoto: Kimi sempre olhou para as estrelas, se formou em exo-biologia, foi uma das poucas cientistas a ser escolhida para escavar os primeiros indícios de vida fora da terra. Agora Kimi vive seu sonho, está no centro de uma sociedade alienígena viva e brilhante, e seu pesadelo, ela não pode deixar que os alienígenas saibam o paradeiro da Terra, que não teria defesa contra os escravocratas Zaions. Ela ama de verdade seu irmão menor, sempre olhando por ela e procurando defende-la, mas ela não precisa de defensores. E ela apaixonou-se por Zor. Todas as coisas que ela ama estão em conflito. Ela poderia ser a pessoa mais feliz do universo, mas sabe que a qualquer momento sua felicidade pode acabar.

Zain: O irmão menor de Zor. É assim que ele é conhecido na sociedade Zaion, é assim que ele é julgado em tudo que faz. E ele está disposto a tudo para ser notado. Conseguiu fazer com que Sora fosse declarada traidora do Império. Exigiu seus feudos como compensação pela humilhação a sua casa. E está disposto a perseguir os terráqueos até o fim do universo, até o buraco de onde sairam, para ter seu valor reconhecido.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Faça seus monstros de GURPS

Minha nova colaboração no GURPS Nation: como fazer seus próprios monstros.

Além de dicas para fazer monstros e encontros em GURPS, também tem uma ficha de monstro para baixar e imprimir. No mesmo estilo das minhas fichas de equipamento.

E depois de todas lições sobre como fazer seus monstros, uma galeria de bestiários feitos por vários jogadores de GURPS.

O próximo artigo será somente sobre como adaptar monstros de D20 para GURPS.